Eleições e compromissos

Este ano surgiram diversas iniciativas de busca de compromissos dos candidatos. A mais abrangente foi a campanha “Cidades Sustentáveis”. Bem amarrada, pede que os eleitos já no início do governo estabeleçam metas e usem indicadores para prestar contas de sua gestão. É tão simples e óbvio que é triste constatar que possa ser uma ação inovadora na gestão pública. Deveria ser obrigatório.

Também foram divulgadas listas sobre como deputados votaram no Código Florestal, quem são os Fichas Sujas, campanhas de compromissos com a cultura, com novos modelos de cidade e outras .  Com processos locais já avançados e suas Agendas publicadas, os 14 Fóruns da Agenda 21 que fazem parte do projeto Agenda 21 Comperj redigiram uma Carta de Compromisso comum a todos, pedindo que o próximo Prefeito use a Agenda 21 do município para guiar suas políticas e projetos e apoie o Fórum com a indicação de representantes do poder público com poder decisório e uma infraestrutura mínima para seu funcionamento.

Nem todos conseguiram, mas os resultados surpreenderam. Em municípios que se pensava ser quase impossível, todos os candidatos assinaram. Em outros, apenas alguns. Só dois municípios não tinham conseguido a assinatura de nenhum candidato até ontem.

Ainda este mês, o Grupo de Trabalho responsável pela iniciativa, com representantes dos 14 Fóruns, volta a se reunir para deliberar sobre a estratégia de acompanhamento e cobrança dos compromissos assumidos.

Agora todos os futuros prefeitos e prefeitas da região já sabem que em seus municípios existe um grupo legítimo de pessoas representativas de diversos setores sociais e uma publicação contendo propostas para o desenvolvimento sustentável do território. E a oposição também. Em todos os municípios a ocasião foi registrada pela mídia, divulgando a Agenda 21 e o trabalho que vem sendo desenvolvido.

Ignorância sobre a Agenda 21 não servirá como desculpa.
Este é o começo.

 

Sobre a autora

foto de Patricia Kranz

Patricia Kranz é consultora em gestão de projetos participativos voltados para o desenvolvimento sustentável. Com foco em estratégias de comunicação e mobilização, cria e desenvolve metodologias, dinâmicas e conteúdo de apoio a ações nas áreas ambiental e social.


Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>